Categoria:

Diogo Dias – O Mundo. O Sonho. O Ser. O Mundo

0.00

Tudo existe por um motivo.
Tudo o que compõe é essencial, fazendo parte do caminho de crescimento/aprendizagem.
Surge o sonho como resposta e esclarecimento do existir; surge o ser como noção e presença; existe o mundo no mundo e o seu revigorar.

A viagem do mundo, no mundo, em direcção a um futuro menos mundano.
E assim surge “O mundo. O sonho. O ser. O mundo.”; uma viagem! (porque), Se do sonho surge a realidade, só a realidade sonhada pode ser resposta.
É música de escutar, não de ouvir. É sentido de conversa com melodias.

É um estar presente de observação, constatação; vida.
As variações melódicas são as mesmas que fazem a variação de assunto e automaticamente o seu encarar e sentir.
‘O mundo. O sonho. O ser. O mundo’ é encontro. É estrada que existe sem forma visível é o nada mais preenchido possível na forma incrível de olhar sem ver.
‘O mundo. O sonho. O ser. O mundo’ é divagação e estados de ligação.
É ida, volta e continuar.