Falas ao Ouvido

A poesia não está morta!

Numa era que o tempo é um privilégio, faz-se o convite ao embarcar numa jornada densa pela observação da contemporaneidade. Recortes de vivência são expostos em contraluz num rasgo de esperança.

Perante o sufoco dos ritmos doentios da cidade surge o respirar próprio da selva. Dentro dos fumos do cigarro surgem as benesses do silêncio.

_
Todos os textos escritos e interpretados por Diogo Divagações

Produção executiva: Madrak
Co-produção: Bondz
Ilustração: A Maria Ilustra

Spotify itunes download

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “Falas ao Ouvido”